segunda-feira, 3 de junho de 2013

Veja os benefícios da prática regular da Atividade Física

O que é Atividade Física?

"A atividade física é definida como qualquer movimento corporal, produzido pelos músculos esqueléticos, que resulte em gasto energético maior que os níveis de repouso" (CASPERSEN et alii,1985).

Vale de tudo para desfrutar os benefícios da prática física: caminhar, correr, pedalar, dançar, subir e descer escadas, praticar esportes, mas é preciso procurar ter uma vida mais ativa.

Não é preciso tornar a prática física extenuante, com horas intermináveis de exercícios ou dor e sofrimento.  É preciso procurar achar qual atividade física promove o prazer, para aproveitar as vantagens da atividade física. Mas para isto é necessário aumentar o tempo dedicado a atividade física  em nosso dia-a-dia, lutando contra o sedentarismo e seus riscos para a vida humana.

COLOQUE SEU CORPO EM DIA COM A SAÚDE!




VEJA ABAIXO OS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA ESPORTIVA EM SUA VIDA:

1) Cérebro:
- Proporciona sensação de bem estar.
- Melhora a auto-estima.
- Reduz sintomas depressivos e ansiosos.
- Melhora o controle do apetite.

Como funciona:
A atividade física estimula a liberação de substâncias que "melhoram" o funcionamento do sistema nervoso central.

2) Nariz e Garganta:
- Reduz a ocorrências de gripes, resfriados e infecções respiratórias em geral.

Como funciona:
A atividade física estimula a produção de alguns aminoácidos (componentes das proteínas) que melhoram a ação protetora do sistema imunológico.

3) Pulmões:
- Melhora a capacidade pulmonar.
- Aumenta a capacidade de consumo de oxigênio.

Como funciona:
A atividade física aumenta a rede de pequenos vasos que irrigam os alvéolos pulmonares (estruturas de troca de gases), melhorando o aproveitamento de oxigênio pelo pulmão. Desse modo, a respiração fica mais eficiente.

4) Coração:
- Melhora o funcionamento do coração (para um mesmo esforço, o trabalho cardíaco
passa a ser menor).
- Aumenta a resistência aos esforços físicos e ao estresse
- Reduz doenças cardíacas (angina, infarto, arritmias, insuficiência etc).
- Aumenta a sobrevida até mesmo nas pessoas que já tiveram um infarto.

Como funciona:
Estimula uma melhor vascularização (aumento da irrigação de sangue para o próprio coração), o que garante melhor funcionamento do órgão. Reduz fatores de risco para artérias coronárias - como pressão arterial e colesterol.

5) Estômago:
- Facilita a perda de peso ou a manutenção do peso desejado
- Combate a obesidade.

Como funciona:
Reduz a gordura e aumenta a massa muscular. O músculo é um tecido muito ativo, que ajuda no maior consumo de calorias ao longo
do dia.

6) Pâncreas:
- Facilita o controle do diabetes.

Como funciona:
Diminui a resistência à ação da insulina ( hormônio que facilita a entrada de glicose nas células), favorecendo um melhor controle dos níveis de açúcar no sangue.

7) Pernas:
- Diminui edemas, varizes e o risco de trombose.

Como funciona:
Aumenta a pressão dos músculos sobre as veias das pernas. Funciona como uma espécie de bomba, que ajuda o sangue a vencer a força da gravidade e voltar mais facilmente para o coração.

8) Vasos Sanguíneos:
- Reduz obstruções nas paredes dos vasos, diminuindo problemas como aterosclerose (placas de gordura), " derrames cerebrais" e infartos.

Como funciona:
Reduz as taxas de colesterol total e eleva o HDL (colesterol "bom"), que protege contra a formação de placas de gordura nas artérias. Combate a hipertensão, reduzindo os níveis de pressão arterial.

9) Músculos:
- Fortalece a massa muscular.
- Aumenta a flexibilidade.

Como funciona:
A atividade estimula o desenvolvimento das fibras musculares que compõem os diversos músculos do corpo.

10) Ossos:
- Reduz os riscos de osteoporose (enfraquecimento dos ossos) e fraturas na velhice

Como funciona:
Estimula a proliferação dos chamados osteoblastos (células que contribuem para o crescimento do tecido ósseo).




Fonte:
Understanding the Human Body
Citado pela Folha de São Paulo de 27 de nov de 1997
(caderno especial - Mexa-se - página 3 )

10 dicas para emagrecer fazendo Exercícios físicos


1 - Consulte um médico: antes de iniciar um programa de atividades físicas, procure um médico para saber se o seu organismo esta preparado para o esforço. É importante fazer um check-up para saber o estado de saúde inicial da pessoa.

2 - Procure um professor de educação física: o profissional de educação física credenciado ao CREF (Conselho Regional de Ed. Física) é o único capaz de orientar, prescrever e evoluir de forma segura um programa de treinamento. Uma boa orientação acelera os resultados e reduz a chance de desistência.


3 - Combine dieta e exercícios: a melhor maneira de emagrecer com saúde é unir a pratica regular de atividades físicas com uma alimentação saudável.

4 - Crie uma rotina mais ativa: As pequenas mudanças trazem grandes resultados. Já pensou em andar mais a pé? Subir escadas ao invés de pegar o elevador, ir a padaria a pé ao invés de ir de carro.

5 - Caminhada é uma boa forma de sair do sedentarismo: a caminhada é uma das melhores formas de começar a praticar esporte. Ela queima calorias, estimula a musculatura e o sistema cardiorrespiratório e pode ser feita em qualquer lugar.

6 - Faça musculação: a musculação é uma ótima arma na ajuda do emagrecimento. O ganho de massa muscular faz com que o nosso organismo gaste mais calorias para se manter. Assim você queima calorias, mesmo em repouso.

7 - Varie os exercícios: após doze meses realizando a mesma rotina de treinamento o processo de emagrecimento diminui muito. Portanto diversifique os treinos, evolua-os conforme o seu organismo for se acostumando com os estímulos.

8 - Alterne atividades de alta e baixa intensidade: A melhor maneira para estimular a queima de gordura em nosso organismo é alternar atividades físicas de alta intensidade e curta duração - como uma corrida intensa - com atividades de baixa intensidade com longa duração - como uma caminhada ou corrida leve.

9 - Faça 60 minutos de exercícios por dia em 5 dias da semana: o Colégio Americano de Medicina Esportiva recomenda a realização de 300 minutos semanais de atividade física para a perda e manutenção de peso. O que representa 60 minutos de exercícios diários, cinco vezes por semana.

10 - Faça exercícios para o corpo todo: quanto maior o número de músculos envolvidos no gesto esportivo, mais calorias serão gastas. Pratique um esporte que te dê prazer.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Tênis transforma passos em energia para carregar celular

O tênis funciona por meio de um conversor de energia em corrente elétrica, instalado no calcanhar do calçado


Já imaginou se o seu http://affahbrasil.blogspot.com.br/ carregasse a bateria do seu celular? Por mais que pareça algo distante, acredite, já é realidade. Graças a um grupo de estudantes de engenharia da Universidade de Houston (EUA), foi criado um protótipo de tênis utiliza a energia produzida pelos passos para abastecer pequenos equipamentos eletrônicos.

O tênis funciona por meio de um conversor de energia em corrente elétrica, instalado no calcanhar do calçado. De acordo com os estudantes, a parte do pé foi escolhida por ser a que possui mais potencial para entregar energia.
Entretanto, os planos para o protótipo vão além de um simples recarga. A Universidade de Rice fez uma parceria com o Instituto do Coração do Texas para aplicar uma experiência de movimento de fluidos na nova geração de bombas cardíacas artificiais. Interessada no projeto, a universidade decidiu patrociná-lo para usar a tecnologia como forma de energia confiável para a recarga das bombas.
Confira abaixo um vídeo do tênis em funcionamento:










Fonte: Exame.com

terça-feira, 28 de maio de 2013

25 kgs a menos em um ano (Emagreça com saúde)


Conheça a história de Camilla Pires


Idade: 21 anos | Altura: 1,67 m | Paso atual: 60 kg | Conquista: -25 kg em 1 ano


Na infância e adolescência nunca liguei para atividade física nem para alimentação e, claro, sempre estive acima do peso. No ano passado, quando comecei a fazer estágio na minha área, design, passei de gordinha a obesa e alcancei os 85 quilos. Não tinha horário para nada e trocava as refeições por biscoito recheado, salgadinho de pacote e um monte de frituras. Mesmo assim, não percebia que estava tão gorda e só me dei conta do estrago quando fui comprar um jeans e a maior peça da loja, tamanho 48, não me serviu. Fiquei chocada e resolvi entrar na linha. Em agosto de 2010, me matriculei na natação e comecei a dieta sozinha – porque, na verdade, sabia quais eram os alimentos que devia ou não comer. A primeira medida foi cortar o excesso de pratos congelados e as idas ao fast food. Também reduzi doce e carboidratos refinados, que comecei a trocar por integrais. Sou ansiosa e viciada em tecnologia, então criei um blog (pensandomagro.net) para me ajudar a manter o controle e não escapar da dieta, já que registro ali tudo o que como e conto com as leitoras para dividir minhas experiências na batalha para perder peso. Também uso alguns aplicativos próprios para acompanhar o processo de emagrecimento. Minha meta principal é chegar aos 56 quilos. Um objetivo, porém, já alcancei: vestir minha primeira calça 38! Registrando meu dia a dia no blog e com foco e paciência, sei que vou chegar lá. Até aqui, já consegui muito: além de 25 quilos a menos, ganhei autoestima e pique que nunca tinha tido.



Emagreça com a cabeça

Camilla adotou os truques que aprendeu em um livro para afastar os sabotadores do emagrecimento.


1. Escreva em um papel as vantagens de ser magra e leve sempre com você dentro da carteira. Quando tiver vontade de comer algo calórico, resgate a listinha e leia.


2. Pratique dizer não. “Aprendi que não é falta de educação nem vou deixar ninguém chateado se recusar alguma comida.”


3. Mantenha longe do olhar ou pare de comprar suas guloseimas preferidas. Assim, você não corre
o risco de cair de boca quando as emoções estiverem à flor da pele.



Fonte:
CAGNO, C. "Passei do jeans 50 para o 38 em um ano." Revista Boa Forma. <http://boaforma.abril.com.br/eu_consegui/historias-de-sucesso/passei-jeans-50-38-ano-646843.shtml?foto1> Acesso em 22 nov 2011.

Ex-gordinha perdeu 25 kg e se transforma em musa do 'braço de ferro'


Dedicação é a palavra chave para o Sucesso

Na cidade de São Vicente, litoral de São Paulo, uma sueca acabou chamando a atenção. Com os seus cabelos loiros, olhos azuis e com bíceps torneados, Sarah Backman foi a competidora mais assediada do primeiro dia do Campeonato de "Braço de Ferro", esporte conhecida também como Luta de Braço ou Queda de Braço.

Quem vê linda loira, nova musa deste esporte, não sabe que a brincadeira de braço de ferro foi responsável por mudar sua vida. Ela era gordinha e pesava cerca de 90 kg antes de começar a treinar.

Hoje Sarah Backman (20 anos) além de seis vezes campeã mundial (duas vezes na categoria adulto) também trabalha como personal trainer na Suécia.

“Eu comecei a competir há seis anos, no meu colégio. Tinha uns 15 anos, e foi só algo para me divertir, coisa de criança. Mas um professor viu e me falou: ‘você deveria fazer luta de braço pra valer’. Então, eu procurei um clube e passei a me desenvolver para competir seriamente”, explicou a atleta, durante o evento em São Vicente.

Segundo a própria Sarah, a mesma é tímida para falar sobre seu cuidado com a beleza. Mas ainda assim, admitiu: “Eu adoro cuidar do meu visual. Por que não faria isso, não é mesmo? Você só tem um corpo, então deve cuidar dele”, defende a sueca.

O ESPORTE NA SÚECIA

Segundo relatos de Sarah, a luta de braço é um esporte de alto nível em seu país, do qual conta com aproximadamente 700 lutadores em nível de seleção. Algumas disputas são transmitidas na TV.

Ela diz que não sofre preconceito com a modalidade escolhida, mas conta que o choque é normal quando conta o que faz.










 Hélcio Gangana
(Treinador Personalizado)

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Neymar pede despedida na Vila; CBF deve liberá-lo para apresentação no Barça


Despedida de Neymar foi amargo empate sem gols 
 
O empate sem gols contra o Flamengo, no último domingo, no estádio Nacional, em Brasília, pode não ter sido o último jogo de Neymar com a camisa do Santos. Isso porque o jogador pretende fazer um novo e último jogo pelo time, diz seu agente, Wagner Ribeiro.

De acordo com o empresário, Neymar quer fazer sua última partida pelo clube da Baixada no estádio da Vila Belmiro. No sábado, às 18h30, a equipe santista recebe o Grêmio, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Neymar se concentrará a partir desta terça-feira com a seleção brasileira para a disputa da Copa das Confederações. E terá assim que pedir dispensa para o técnico Luiz Felipe Scolari. “Isso só depende da CBF. Se a CBF liberar, possivelmente seu jogo de despedida será na Vila no próximo sábado”, falou o empresário, em entrevista à TV Gazeta.

O problema é que o Brasil encara a Inglaterra, no próximo domingo, na reabertura do Maracanã. O jogador teria atuar em dois jogos em menos de 24 horas.

O jogador tem assim dois pedidos de liberação a fazer para a entidade, já quie exste um outro, para sua apresentação oficial no Barcelona. A equipe catalã quer mostrar sua nova aquisição em pomposa festa no estádio Camp Nou. Espera resposta da CBF, que dará sua posição até a próxima quarta-feira. A tendência é que o jogador seja liberado para o evento.


Apresentação ao Barça indefinida

Após o empate contra o Flamengo, Neymar disse que ainda não sabe quando vai embarcar para a Espanha para se apresentar ao seu novo clube, o Barcelona. Segundo ele, a despedida do Santos foi calorosa, e que agora já espera encontrar seus novos colegas de clube.
"Eu agradeci todos os jogadores do Santos, pelas viagens, pelas concentrações, pelas conquistas e até pelas derrotas. Agora, vou jogar com o Messi, Xavi, Iniesta, será uma honra. [Também com ] Daniel Alves, que foi o cara que mais me encheu o saco, no bom sentido, para eu ir para lá. Vai ser uma satisfação grandiosa."
Logo após a partida que deve ter sido a última, o jogador falou que estava dando apenas um "até logo" aos torcedores. "Jogar no Barcelona para mim, é um sonho, estou feliz e honrado de jogar com  Messi, Xavi, Iniesta e Daniel Alves. Mas o Santos representa quase tudo na minha vida até agora. Fecho este ciclo com chave de ouro, mas esta é apenas a minha primeira passagem pelo Santos. Estou dando um 'até logo' para a torcida"



Fonte: http://esporte.uol.com.br/

Veja as boas razões para não excluir o pão da sua dieta




O pão muitas vezes é visto como vilão, especialmente durante dietas. Porém, de acordo com o site Female First, a Federação das Padarias dos Estados Unidos lançou uma campanha que ressalta os benefícios do pão em nossa vida cotidiana. Apesar das calorias, esse alimento também aparece como uma ótima fonte de nutrientes.

Leia também:
MITO ou VERDADE  -
Consumo de carboidrato à noite pode ajudar na dieta ?

 
"Apesar de pão com um elevado teor nutricional, é muitas vezes a primeira coisa que eu vejo excluída das dietas das pessoas quando eles querem perder peso. Embora a maioria das pessoas pense que pão é igual a carboidratos, ele, na verdade, também nos dá proteína, juntamente com uma grande variedade de minerais. Ela ainda possui cálcio, ferro, para não mencionar uma grande variedade de vitaminas e fibras", defende a nutricionista Amanda Ursell.
 
Segundo a especialista, há muitos mitos ao redor o consumo de carboidratos e do pão. Nos últimos anos o consumo desse alimento vem caindo, enquanto os índices de obesidade aumentam.
 
 
Apesar dos benefícios o pão é realmente calórico por isso deve ser consumido com moderação, mas não cortado da dieta. De acordo com a especialista, a variedade integral é a melhor opção, já que é mais fácil de digerir e possui carboidratos mais complexos, sendo ideal para quem quer controlar o peso.
 
 
Fonte:
Portal Saúde Terra

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Saiba tudo sobre lipoaspiração

Cirurgião plástico fala sobre o procedimento cirúrgico que promete enxugar as gordurinhas

Texto: Aline Mendes
 
A lipoaspiração, cirurgia plástica mais realizada no mundo, visa modelar o corpo sugando com cânulas as gordurinhas localizadas entre a pele e o músculo. A quantidade a ser retirada depende de vários fatores, como o peso da paciente. 
 
“Uma regra simples é a dos 7%, pois dificilmente um cirurgião ultrapassa esse volume. Isso significa que se a paciente pesa 70kg, 7% desse total daria 4,9 litros de gordura”, explica o cirurgião plástico Henrique Siqueira.


Barriga sarada
Foto: Shutterstock Images


Perigo para o coração?

Para o especialista, os riscos da lipoaspiração, incluindo uma parada cardiorrespiratória, são os mesmos de outras cirurgias, até da minilipo e da lipo light. Por isso, todas precisam ser realizadas em locais habilitados e por pessoas capacitadas.
Para prevenir complicações, o médico precisa solicitar exames pré-operatórios e operar em um bom hospital, com uma equipe médica completa (médico especialista, auxiliar, anestesista, instrumentador, etc).
“Isso não quer dizer que o risco não existe, porém, se ocorrer uma parada cardiorespiratória, pode-se dizer que foi uma fatalidade e não uma omissão ou falta de preparo”, justifica Siqueira.



Antes da cirurgia

Converse com profissionais, esclareça as dúvidas, não espere resultados iguais aos de outras pessoas e desconfie de valores muito baixos. “O problema é que, para baratear os custos, algumas clínicas retiram o essencial e quem corre riscos é o paciente”, alerta.


Pós-operatório

Depois da plástica, as recomendações básicas são utilizar os remédios prescritos pelo médico, realizar drenagem linfática e entrar em contato com o especialista quando suspeitar que algo não vai bem.
Quem se submete a uma lipoaspiração, mesmo que de pequeno porte, deve estar apta para a operação, ou seja, não ser portadora de nenhuma doença ou fator que prejudique o procedimento. Se for realizada exclusivamente nos culotes, pode ser feita sob anestesia local com leve sedação, e a alta será recebida algumas horas após a cirurgia.


A paciente deve evitar atividades físicas e, principalmente, exposição solar por um período de trinta dias, sob o risco da fixação de pigmentos e manchas. No período de recuperação, recomenda-se o uso de malhas compressoras e sessões de drenagem linfática manual.


Lipo depois do parto

“Geralmente, os médicos aguardam de 6 meses a 1 ano para realizar uma cirurgia plástica como a lipoaspiração”, orienta Siqueira. Os motivos? Durante a gestação, é normal passar por mudanças que não mostram o corpo como ele realmente é, levando a uma avaliação equivocada e, em muitos casos, a resultados desastrosos.


“Outro ponto importante é que os tecidos estão inchados, fora do seu devido lugar, e isso pode aumentar, por exemplo, o risco de perfurações inadvertidas”, argumenta.

Consultoria: Henrique Siqueira é cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina



Fonte: papofeminino.uol.com.br

As melhores posições para dormir


As melhores posições para dormir

Especialista  Isabela Zamboni, revela como melhorar suas noites de sono




Você sabia que a posição na hora de dormir influencia no seu dia a dia? Quem dorme da maneira incorreta pode sentir muitas dores de cabeça, na coluna e até mesmo torcicolo. Para melhorar as noites de sono e dormir de uma forma que não prejudique sua saúde, veja as dicas do quiropraxista Jason Gilbert, autor do livro “O Segredo da Coluna Saudável”.

Os diferentes jeitos de dormir
De acordo com o quiropraxista – profissional que utiliza a terapia manual para tratar doenças do sistemas nervoso, muscular e esquelético – existem três jeitos diferentes de dormir: de barriga para cima, de lado e de bruços. “A vantagem de dormir na posição correta é uma boa noite de sono, podendo o corpo ter o descanso necessário para uma boa qualidade de vida”, conta Jason.



Mulher loira dormindo
Foto: Shutterstock Images


A posição ideal para deitar-se é a lateral, com as pernas flexionadas e com um travesseiro entre os joelhos: “Se preferir dormir de barriga para cima, coloque um travesseiro debaixo dos joelhos, para mantê-los levemente flexionados. Evite ao máximo dormir de barriga para baixo, mas caso não consiga, então coloque um travesseiro debaixo da barriga, sem utilizar o outro sob a cabeça”, afirma.
dormir de bruços deve ser evitado, alerta o quiropraxista. “Dormir de bruços não é recomendado, porque prejudica a rotação do pescoço, o que pode causar torcicolos, inflamações ou lesões”, revela.


Problemas que podem ser evitados
Uma noite mal dormida pode trazer diversos tipos de problemas. “Além das dores na coluna, como o desalinhamento vertebral, dormir de mau jeito causa torcicolos, inflamações, lesões, rigidez muscular na região do pescoço e trapézio, além de dores de cabeça frequentes”, confirma o profissional.
Além dos problemas musculares e articulares, dormir na posição errada pode desencadear vários fatores que interferem diretamente na vida do indivíduo. “Uma má postura pode causar uma noite de sono agitada, que pode aumentar o cansaço no dia seguinte, diminuir a concentração e aumentar o estresse”.


Travesseiros e colchões indicados
Os tipos de travesseiros e colchões influenciam – e muito! – nas noites de sono. O primeiro passo para evitar dores na coluna é avaliar a qualidade do travesseiro e do colchão. Jason revela que é bom evitar os travesseiros altos ou baixos demais: “O ideal é aquele que mantém a curvatura do pescoço quando você está de barriga para cima e te dê suporte quando deitado de lado”. Portanto, prefira travesseiros que meçam aproximadamente quatro dedos de altura.
Na hora de escolher o melhor colchão, opte pelos que mantenham a coluna reta. “O colchão não deve ser muito rígido ou macio demais. Os colchões de mola não são tão vilões como se imaginava há alguns anos”, afirma o especialista.


Tratamento adequado
“Para quem dorme de mau jeito, a quiropraxia é um excelente tratamento, pois quando o desalinhamento vertebral é removido, a qualidade do sono e a postura melhoram. Além disso, a fisioterapia ajuda bastante na parte de reabilitação postural. Importante também praticar exercícios, ter uma alimentação saudável e beber bastante água”, aconselha o especialista.


Consultoria: Jason Gilbert – quiropraxista e autor do livro “O Segredo da Coluna Saudável”



Fonte: Papofeminino.uol.com.br

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Pilates para as Grávidas

A gravidez é um período ótimo para mudanças benéficas na vida da gestante e como aliada, surge a atividade física, especialmente, para a mulher que era ativa antes da gravidez e deseja manter a prática de atividade física durante o desenvolvimento do bebê.
No entanto, antes de iniciar qualquer programa de atividade física é necessário solicitar o atestado médico com autorização por escrito e específica para a prática de atividade física.
As contra-indicações absolutas do exercício físico durante a gravidez normalmente ocorrem nos casos de cardiopatias, doença infecciosa aguda, placenta prévia ou baixa, sangramento persistente e doença hipertensiva grave. As contra-indicações relativas acontecem nos casos de diabetes mellitus, obesidade excessiva, anemia e histórico de vida sedentário.

O Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia recomenda que o exercício durante a gravidez seja realizado com intensidade leve a moderada, frequência de 3x na semana e a frequência cardíaca máxima da gestante não deve ultrapassar 140 batimentos por minuto (bpm).
Alterações na gravidez aumentam a demanda muscular e articular. O centro da gravidade (CG) é deslocado anteriormente, acentuando a curvatura da coluna lombar – hiperlordose lombar. Estima-se que 50% a 70% das gestantes são acometidas por dor nas costas, e o método Pilates surge para prevenir e diminuir a dor, fortalecendo e alongando músculos profundos ou estabilizadores. Os exercícios podem ser feitos tanto no solo (Mat) quanto nos aparelhos.

Cabe ressaltar, que alguns cuidados devem ser observados durante a sessão de exercícios no Pilates: evitar a posição supina (barriga para baixo), porque comprime a veia cava inferior, reduzindo o fluxo sanguíneo para o bebê; evitar exercícios intensos; se hidratar antes e após a realização dos exercícios; evitar ambiente quente e/ou úmido; e aumentar os intervalos de descanso entre os exercícios. Em caso de qualquer sinal de desconforto, deve-se suspender o exercício e procurar o médico imediatamente. Procure sempre um fisioterapeuta, de preferência especializado em saúde da mulher.

Autora:
Érika Barroso Batista – Fisioterapeuta

CREFITO 47213/SP
Fonte:
Treinos Academia
Referências:
McARDLE, W.D. et all. Fundamentos de Fisiologia do Exercício. Rio de Janeiro: Guanabara, 2002.
ÁVILA, W.R.M. et al. Prática de exercício físico na gestação. Buenos Aires, 2008.
CONTI, M.H.S et all. Efeito de Técnicas Fisioterápicas sobre os Desconfortos Músculo-esqueléticos da Gestação. RBGO – v. 25, nº 9, 2003.
ENDACOTT, J. Pilates para grávidas. São Paulo: Manole, 2007.
ARTAL, R; WISWELL, R.A; DRINKWATER, B.L. O exercício na gravidez. São Paulo. 2ª edição. Manole, 1999.

Veja os motivos de não se deve fazer a Dieta da Proteína

Veja os motivos de não se deve fazer a Dieta da Proteína

Segundos alguns estudos, a dieta da proteína e com baixa ingestão de carboidratos provoca a DIMINUIÇÃO da resistência muscular DURANTE os treinos.
De acordo com a Dra. Suzete Motta, médica com prática ortomolecular e formação em estética, na ausência do carboidrato, o corpo utiliza as proteínas como fontes de energia e um pequeno percentual de gordura, o que pode aumentar o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes, além de promover vários efeitos colaterais como mau hálito, tontura, cansaço, fraqueza e perda de memória.

Uma dieta sem carboidratos pode favorecer na perda rápida de peso enganoso:
RESULTADOS:
  • Pode provocar a perda de Massa Muscular
  • Ganho de Flacidêz
  • Ganho de Massa Gorda
  • Ganho de % de gordura
  • Após todo processo ocorre o EFEITO SANFONA, do qual o peso perdido é adquirido novamente.

"Os carboidratos são indispensáveis para manter a saúde, pois são fonte importante de energia. Ninguém aguenta comer somente proteína e gordura por muito tempo".

O que é melhor na hora da lesão: Gelo ou Água Quente?

O que é melhor na hora da lesão: Bolsa de gelo ou de água quente?

Na tentativa de melhorar o próprio desempenho, é comum as pessoas submeterem o músculo a um esforço acima do normal e, consequentemente, interromperem a atividade física por conta de uma lesão. Neste momento é melhor pegar gelo e fazer uma compressa, ou ir atrás de uma bolsa de água quente?

De acordo com a fisiologista Natália L. Reinecke, acertou quem escolheu a primeira opção. Colocar um pouco de gelo envolto em um pano (para não queimar a pele), ou segurar uma bolsa de gel com efeito gelado diretamente no local no momento em que a lesão acontece, irá aliviar a dor e diminuir o inchaço causado pelo trauma.

O mais indicado é que o atleta fique em repouso e coloque a bolsa de água quente no local somente depois que a fase aguda passar, o que pode levar alguns dias em certos casos. “O tratamento com o calor, ou termoterapia, é indicado para diminuir a dor, aumentar a flexibilidade dos músculos e diminuir a rigidez das articulações. Deve ser usada após a fase aguda de dor”, indica Natália.

Complicações - A troca na ordem dos procedimentos pode significar mais dor e um período de repouso maior. “O uso do calor provoca uma maior dilatação dos vasos sanguíneos no local, podendo piorar a dor e o edema quando usado durante a fase aguda da lesão”, explica a profissional.

Procedimentos - A primeira atitude do atleta assim que sentir o desconforto ou dor intensa é parar imediatamente de praticar a atividade física. Continuar a forçar o músculo pode fazer com que uma microlesão se transforme em um grande trauma, de acordo com a prodissional.

Caso o dano não tenha sido grave, a indicação é de repouso. “Deve-se esperar algum tempo antes de retornar à atividade esportiva. Este tempo dependerá do grau da lesão e, neste sentido, a fisioterapia poderá ajudar a acelerar o processo de recuperação e reintegração do atleta à atividade”, sugere a fisiologista.

Em caso de lesões graves, deve-se dirigir imediatamente para um pronto socorro para que um médico possa analisar a gravidade. Em alguns casos, é necessária a imobilização do local afetado.

Alogamento - Segundo Natália, quando um atleta sofre um estiramento muscular não é indicado realizar o alongamento. O procedimento poderá agravar a situação.

Fonte:
Portal Webrun

Excesso de exercícios físicos é fator de risco para a saúde

A síndrome do excesso de Treinamento (Overtraining) pode afetar músculos e também o sistema cardiovascular. 'Tem que ter limite nos treinos e no descanso', alerta cardiologista.
O equilibro é fundamental em diversas situações do dia a dia, inclusive na prática de atividade física. O excesso de exercícios pode transformar o que seria um hábito saudável em um grande risco para o corpo, não só para a musculatura, como também para o sistema cardiovascular.
“O exagero é o que chamamos de síndrome do excesso de treinamento, quando a pessoa treina sem parar para ter resultados melhores, o que na maioria das vezes não acontece”, alerta o cardiologista e especialista em medicina do esporte Nabil Ghorayebx.
Foi o que aconteceu com Priscilla Nasrallah, de 31 anos. Em novembro de 2012, ela começou a perceber que seu corpo já não estava mais respondendo aos treinos e decidiu ir ao médico. “Eu nunca tinha competido e, do nada, decidi que queria ser triatleta. Treinava duas vezes por dia, todos os dias, e buscava um resultado rápido. Às vezes, achava que estava só com preguiça, mas a verdade é que meu corpo não estava mais aguentando”, lembra.
De acordo com o médico Nabil Ghorayeb, por causa do excesso de treinamento, começam a ocorrer mudanças no organismo do paciente. “O corpo passa a produzir hormônios de uma maneira errada. Além disso, o coração fica acelerado o tempo todo, mesmo em repouso”, afirma. As consequências começam a aparecer também no dia a dia e o paciente pode começar a ficar mais irritado, com insônia e até com a imunidade mais baixa.
“Com a defesa mais baixa, ele começa a ter mais facilidade para pegar infecções. Outro problema é em relação ao sangue, que pode ficar mais grosso, o que pode levar a um infarto do miocárdio ou a um derrame cerebral, por exemplo. Além do risco de arritmia e até parada cardíaca”, ressalta o médico. Fora isso, o atleta começa a perder rendimento e, por isso, passa a se cobrar cada vez mais. “É algo inconsciente. Ele faz um tempo ótimo e acha que está mal”, exemplifica Nabil.
Segundo a psicóloga Leila Cury Tardivo, a vontade de fazer cada vez mais exercício físico pode ser comparada a uma compulsão. “É uma atitude repetitiva associada a uma ideia obsessiva de querer ficar forte ou magro. Então a pessoa “vicia”, o que pode trazer danos também para sua saúde mental”, explica. Leila esclarece ainda que uma das causas do excesso de exercício pode ser uma distorção da imagem que a pessoa tem de si mesma. “A pessoa não se vê com o corpo bonito, então é como se ela tivesse uma ordem na cabeça dizendo para não parar”, diz a psicóloga.
No caso de Priscilla, essa cobrança e o estresse foram duas grandes dificuldades. “A orientação médica era para que eu parasse, mas eu não conseguia. A cabeça influenciava muito e eu ficava me cobrando, pensando que precisava treinar”, lembra.
Segundo Gustavo Magliocca, médico do esporte que acompanhou o tratamento de Priscilla, o problema do excesso pode se agravar ainda mais por causa de maus hábitos alimentares, privação do sono e também erros nas cargas do exercício.
“Para um organismo não bem controlado, o excesso pode gerar uma fadiga, que pode ser uma simples dor muscular de 2 horas ou até um quadro que dura 2 semanas”, explica Gustavo. Por causa da diminuição da imunidade, Priscilla acabou desenvolvendo uma pielonefrite, infecção no trato urinário. “Fiquei internada na época”, lembra.
Para reverter o quadro, o tratamento é “parar tudo”, como explica o cardiologista Nabil Ghorayeb. “Tem que recomeçar quase do zero. Nesse momento, é importante ter um educador físico qualificado e também acompanhamento médico”, recomenda.
Priscilla, que está em processo de recuperação desde dezembro de 2012, conta que já voltou a se exercitar, mas em um ritmo bem menor. “Quando voltei a correr, não conseguia. Era um desespero porque estava acostumada a correr 9 km e não conseguia mais correr nem 3 km”, lembra.
Seja na recuperação da síndrome de excesso de treinamento ou na atividade física do dia a dia, a dica principal é sempre dar um descanso ao corpo. “Toda pessoa que começa um exercício físico, deve ter uma meta gradual e progressiva para evitar lesões e outros quadros mais graves”, alerta o médico do esporte Gustavo Magliocca. Segundo ele, quanto mais intenso for o treino, maior deve ser o período de descanso e intervalos.
Para o cardiologista Nabil Ghorayeb, a principal recomendação é sempre praticar atividade física, qualquer que seja, com orientação e moderação. “Tem que ter limite nos treinos e também no descanso”, defende o médico.
Em relação à saúde mental, a psicóloga Leila Cury Tardivo explica que há um trabalho de recuperação que pode envolver psicoterapia e até acompanhamento de um psiquiatra. “Tem que entender o que a pessoa está buscando, qual o tipo de perfeição que ela quer. Às vezes, o tratamento é feito inclusive com antidepressivos”, diz.

Ainda se recuperando, Priscilla alerta que o mais importante é sempre prestar atenção aos sinais que o corpo dá. “É fácil ignorar porque a gente sempre quer se superar, mas o corpo fica debilitado e não pode deixar a cabeça passar por cima disso”, aconselha. Ela diz que ainda tem dificuldade de entender que o corpo ainda está em recuperação. “É complicado. Mas não posso fazer o exercício físico virar uma obrigação. Se você não for um atleta, tem que ser sempre um prazer”, conclui.
Publicado pelo portal Bem Estar

A fraqueza pode estar relacionada a Anemia, Problemas Hormonais e Depressão

A fraqueza pode estar relacionada a Anemia, Problemas Hormonais e Depressão
Sintoma é queixa comum e pode estar ligado a vários problemas de saúde. Estresse e preocupações do dia a dia também deixam o paciente fraco.
Sentir-se fraco por dormir mal ou não comer direito é normal, mas a fraqueza pode ser também sintoma de problemas de saúde mais sérios, como anemia, problemas hormonais ou até mesmo depressão, como explicou o endocrinologista Alfredo Halpern.
Porém, apesar de todas essas causas possíveis, a fraqueza é mais comumente provocada por problemas difíceis de serem diagnosticados através de exames, como POUCO TEMPO DE LAZER e descanso, estresse e preocupações do dia a dia. De acordo com a clínica geral Dulce Pereira de Brito, todos esses fatores podem consumir as energias do paciente e deixá-lo fraco - por isso, ao ouvir a queixa de fraqueza, o médico deve fazer uma longa investigação para descobrir o motivo.
No caso da alimentação, os maus hábitos podem deixar o paciente com falta de algum nutriente importante para a saúde, como glicose, ferro, vitamina B 12 ou até mesmo água. No caso da deficiência de ferro ou vitamina B 12, pode ocorrer a ANEMIA, que dá, além da fraqueza, também palidez, unhas fracas e falta de ar diante de pequenos esforços. Por causa da menstruação, quando a perda de sangue é mais intensa, a anemia é mais comum nas mulheres.
Por isso, manter uma dieta equilibrada, com frutas, legumes, verduras, carboidratos e proteínas, é essencial para manter-se forte, disposto e saudável, como recomendou o endocrinologista Alfredo Halpern. Há também a necessidade de beber muita água, para evitar desidratação, tontura e fraqueza – a dica é ingerir também frutas que podem hidratar o corpo, como maçã, laranja, tangerina e melancia.
Em relação à depressão, a fraqueza pode acontecer por que o nível de serotonina, hormônio que dá bem-estar, fica baixo no corpo e no cérebro – é como se a região responsável por deixar o paciente animado estivesse desativada. Para identificar o começo da depressão, é importante perceber se, nos últimos 15 dias, a pessoa tem se sentido fraca e desanimada e se tem perdido o prazer em realizar atividades que costumava gostar.
Nesse caso, além de ter bons hábitos alimentares, é importante também praticar atividade física, que dá disposição e prazer por causa da liberação de endorfina, hormônio que combate a dor. Por isso, os exercícios são extremamente eficientes não só para quem tem depressão, mas também para quem está apenas triste, especialmente se forem feitos pela manhã.
Há ainda a possibilidade de a fraqueza estar relacionada a problemas hormonais, já que os hormônios são essenciais para desempenhar funções metabólicas. Por exemplo, a falta de testosterona nos homens, de estrogênio nas mulheres e também dos hormônios da tireóide podem deixar o paciente apático, sonolento e até mesmo favorecer o ganho de peso, como explicou o endocrinologista Alfredo Halpern.
Se a fraqueza estiver relacionada a problemas do sono, é importante saber também o que pode estar afetando a pessoa na hora de dormir. Por exemplo, apneia, insônia ou até mesmo a síndrome das pernas inquietas podem atrapalhar o sono e dificultar que o corpo ganhe forças para o dia seguinte. A dica dos médicos para dormir bem é evitar alimentos que tenham cafeína à noite e desligar luzes no quarto, já que a luz é um estímulo a mais para o cérebro, que fica com dificuldade para adormecer.

Além disso, é importante manter fora do quarto problemas, medos, angústias e tudo que possa atrapalhar o sono.
Água aromatizada:
Saiba como preparar a água aromatizada para quem quer se manter hidratado, mas não gosta de beber água pura. Veja abaixo algumas das receitas dessas águas, que devem ser bebidas sempre coadas, como alertou a nutróloga Liliane.
Receita 1 (para diminuir a vontade de comer doce):
Ingredientes:
- Água
- Gelo
- 1 maçã cortada
- Canela em pau
- Cravo
Misture tudo, mexa e coloque gostas de limão. Para beber, é importante coar o líquido.
Receita 2 (para ajudar na digestão):
Ingredientes:
- Gengibre
- Hortelã
- 2 limões
Misture tudo, mexa e coloque gostas de limão. Para beber, é importante coar o líquido.
Receita 3:
Ingredientes:
- Capim limão
- Casca de maracujá
- Laranja
Misture tudo, mexa e coloque gostas de limão. Para beber, é importante coar o líquido.

Fonte:
Portal Bem Estar

Saber o tempo necessário para “queimar” um alimento pode ajudar na perda de peso

Evitar alimentos gordurosos e calóricos pode ser muito difícil, mas um método recentemente testado pode ajudar.
E se ao invés de os alimentos trazerem informações sobre a quantidade de calorias as embalagens informassem a quantidade de exercícios físicos necessária para “queimar” o alimento?
De acordo com um novo estudo desenvolvido na Texas Christian University, pessoas que recebiam informações focadas na atividade física e não na contagem calórica tinham chances menores de exagerar na hora de comer.
Para que aconteça a perda de peso é necessário queimar mais calorias do que aquelas que são ingeridas. Apesar de a queima de calorias variar para cada pessoa de acordo com as suas características pessoais, é possível determinar as quantidades de forma aproximada.
Assim, para queimar as 550 calorias presentes em um Big Mac do McDonald’s, uma mulher de 70 quilos teria que andar de bicicleta durante sessenta minutos a uma velocidade média de 24 km/h.
Aplicar o princípio analisado no estudo envolve diversas complicações, mas ele chama a atenção para uma forma interessante de encontrar mais motivação antes de consumir um alimento que não é interessante para quem quer perder peso ou melhorar a qualidade da sua alimentação.
CALORIAS POR MACRONUTRIENTES
Fonte:
My Health News Daily, 1 de maio de 2013.
Publicada em portal Boa Saúde

quarta-feira, 8 de maio de 2013

15 dicas para reduzir a barriga e ficar em forma



Confira 15 dicas para reduzir a barriga e ficar em forma em poucos dias.

1. Coma alimentos crus e ricos em fibras, para melhorar o funcionamento do intestino e a digestão;

2. Evite bebidas com gases, elas promovem distensão e aumentam o volume abdominal;

3. Não coma alimentos fritos sob nenhuma circunstância. Eles, além possuírem muitas calorias dispensáveis, fazem muito mal à saúde do coração;

4. Evite consumir temperos prontos, pois possuem mais sal e promovem retenção hídrica, aumentando a sensação de inchaço;

5. Inicie as refeições sempre com um prato raso de salada. Isso serve para "forrar" o estômago e controlar a sensação de fome;

6. Inicie alguma atividade física de forma regular. Além de ajudar a emagrecer a barriga, também melhora o bem estar e a autoconfiança;

7. Aumente o metabolismo, com o consumo de pimenta vermelha, chá verde, gengibre e água gelada. Esses alimentos são termogênicos e ajudam o corpo a perder calorias, mesmo parado. Cinco copos de água por dia são 200 calorias a menos;

8. Mantenha uma boa postura, pois ela ajuda a diminuir a forma arredondada da barriga;

9. Faça 6 refeições por dia e mastigue bastante. Assim, dá tempo do cérebro entender que já tem comida no estômago;

10. Beba bastante água. Além de limpar o corpo, também hidrata o intestino, regularizando a função intestinal;

11. Evite os doces como sobremesas, dê preferência às frutas cítricas ou mesmo à gelatina, que também ajuda a combater a flacidez;

12. Elimine todas as fontes de gorduras de adição, como a margarina, as peles das aves ou a gordura das carnes;

13. Não coma mais de um alimento fonte de carboidrato por refeição. Assim, o organismo vai procurar, como fonte energética, gastar as reservas. Mas não elimine os carboidratos!

14. Leia os rótulos das embalagens antes de comprar e tenha atenção se a informação se refere ao pacote todo ou à apenas uma porção. Prefira alimentos com menos gordura, sempre;

15. Siga essas dicas por, pelo menos, 10 dias e deixe o seu corpo se acostumar com essas mudanças. Os resultados aparecerão em pouco tempo.

O mais importante é que o indivíduo adote o novo estilo de vida e não fique ansioso para emagrecer. Subir todos os dias na balança é desaconselhado. Por isso, recomenda-se acompanhar a perda de peso fazendo a medição da linha da cintura com uma fita métrica e se pesar, somente, a cada 10 dias.

Fonte:
http://www.tuasaude.com/

OVOS COZIDOS COM GEMA ESCURA ?

OVOS COZIDOS COM GEMA ESCURA?
É muito comum as pessoas colocarem os ovos pra cozinhar e esquecerem da vida, já que não tem perigo de queimar, mas o resultado são ovos com a gema seca e esfarelada, além de escurecida em volta e nada apetitosa..
Quando se aquece o ovo, as proteínas da clara, que antes estavam enroladas, perdem sua estrutura e se unem umas às outras. É por isso que
ele endurece.
Acontece que, se ficar tempo demais no calor, a clara, além de dura, fica borrachenta. Já a gema fica esverdeada, porque uma de suas proteínas, que contém enxofre, reage com outra, que contém ferro.
Aí, além de ficar escuro, o ovo fede. Portanto o segredo do ovo cozido é o tempo.
Coloque agua numa panela,e leve ao fogo, fique de olho e assim que a água ferver coloque os ovos e deixe por exatamente 3 minutos, desligue o fogo e mantenha os ovos nessa água por mais 10 minutos.
Depois retire da água quente e coloque para esfriar numa tigela com água fria. Resultado: clara mais macia e gema mais amarela e cremosa, nem seca nem mole.
Fonte:
Blog docesmoment

Livre-se da celulite com tratamentos estéticos e alimentação saudável




Está chegando a hora de vestir o biquíni dos sonhos: selecionamos receitas de sucos e tratamentos estéticos que prometem amenizar a celulite e acabar com as preocupações das mulheres neste verão.

Os fatores que levam ao surgimento da celulite são inúmeros, como predisposição genética,alterações hormonais,retenção de líquidos,sedentarismoalergias alimentares e dieta desregrada.

Segundo Anna Bordini, médica ortomolecular da Clínica Bertolini (SP), com uma alimentação saudável é possível diminuir inflamação e a retenção de líquidosamenizando o aspecto da celulite. Uma boa maneira de aproveitar os benefícios dos alimentos que ajudam a amenizar os furinhos é juntando-os aos sucos. Eles devem ser consumidos duas vezes ao dia, e após duas semanas os resultados positivos já podem ser notados. Confira abaixo três receitas infalíveis!

1) Bata no liquidificador: 1 colher de sopa de quinoa,  ¼ de abacate,1 kiwi, 3 morangos e suco de 1 laranja. Beba em seguida;
2) Bata no liquidificador: 1 fatia de melão, 200 ml de água de coco, 1 fatia de abacaxi, 1 fatia de gengibre. Beba depois;
3) Bata no liquidificador: 1 fatia média de melancia com 100 ml de chá-verde orgânico e beba em seguida.
Fonte: 

http://corpoacorpo.uol.com.br/

terça-feira, 7 de maio de 2013

Fuja dos alimentos que aumentam o volume da barriga

Veja quais são os alimentos que você deve evitar para não ter desconforto e barriguinha saliente

         Texto: Carmen Cagnoni
diga-não-a-esses-alimentos
Fuja dos alimentos que provocam aquela barriguinha saliente, tão indesejada pelas
mulheres
Foto: Shutterstock 



A origem de uma barriga saliente tem diversas causas, como herança genética, alteração hormonal, retenção de líquido, excesso de peso e até má postura. “Uma conjunção inadequada de alimentos também pode levar à distensão abdominal. Fuja dos que podem formar gases, como feijão, frituras, pães, enlatados, comida gordurosa e com excesso de sal”, ensina Paula Cabral. Conheça os alimentos proibidos...

 

Pão branco e massas

Feitos com a farinha refinada, fornecem um carboidrato que leva à fermentação e produção de gases, provocando a distensão abdominal. Procure consumir pães e massas integrais, ricos em fibras.

 

Açúcar

A sacarose propicia o desequilíbrio da flora intestinal, fazendo que as bactérias benéficas diminuam e as prejudiciais proliferem, podendo levar à distensão. O excesso de açúcar também se transforma em energia de reserva e aumenta a quantidade de gordura abdominal. Controle o uso indiscriminado dele e, aos poucos, descubra como os alimentos têm um sabor natural agradável ou faça uso de adoçante à base de aspartame.

Bebida alcoólica

Aumenta a permeabilidade da mucosa do intestino, provocando o desequilíbrio da flora intestinal, o que pode levar ao aumento do volume abdominal.

 

Refrigerante

A quantidade de gás e açúcar ajuda a estufar a barriga. Prefira sucos de frutas naturais.

 

 Feijão

Alguns carboidratos presentes no grão escapam da digestão e são metabolizados pelas bactérias presentes na parte baixa do trato digestório, podendo causar gases e flatulência. Mas eliminar totalmente o alimento da dieta não é uma boa opção, devido ao seu grande valor nutricional. Portanto, consuma moderadamente.

 

Repolho e Couve-flor

Esses vegetais são da família das brássicas, na qual estão presentes compostos sulfurados capazes de aumentar a produção de gases.

 

Laticínios

Para quem tem intolerância à lactose, o consumo pode gerar flatulência e diarreia. Escolha leite de cereais à base de quinoa e arroz; leite de sementes como gergelim e girassol; e de oleaginosas à base de amêndoas, castanha-do-pará e extrato de soja.

 

Produtos industrializados

Biscoito, refrigerante, macarrão pronto e embutidos contêm substâncias químicas capazes de sobrecarregar o fígado e a vesícula. Isso aumenta as chances de armazenar gordura, principalmente no abdome, pois nesta região temos mais receptores de insulina (que dão o comando para este armazenamento indesejado). Opte por frutas e alimentos naturais, integrais, sem corantes ou conservantes.




Fonte: Corpo a Corpo

Dicas para manter a saúde bucal

Siga nossas dicas e certifique-se de que você está no caminho certo para manter seu sorriso sempre impecável

      Texto: Débora Menezes e Carol Salles
saúde-bucal
A escova de dente ideal deve ser macia e de cabeça média. Lembre-se de trocá-la a 
cada três meses
Foto: Danilo Borges 

A gente aprende a escovar os dentes na infância e repete essa ação ao longo da vida. Uma, duas, três vezes... No entanto, num gesto automático, nem sempre percebemos que estamos fazendo algo errado. Certifique-se de que está agindo corretamente, com as dicas abaixo. Ou mude o que precisar. A sua boca agradece.


- “Escolha com cuidado a sua escova: ela deve ser macia, de cabeça média, para atingir todos os ‘cantinhos’. E troque-a, a cada três meses”, ensina Hugo Roberto lewgoy, professor do curso de especialização em Dentística e estética, da Associação Brasileira de Odontologia (ABO).


Evite escovar os dentes com muita força, para não desgastar a camada translúcida de esmalte. Faça movimento de varredura com a escova, da gengiva até a extremidade de cada um dos dentes, tanto na sua face interna, quanto na externa.


Antes iniciar a higienização dental, faça um bochecho com água, para diminuir a chance da comida ficar presa na escova.


 - Se não puder proceder a limpeza logo depois da refeição, consuma alimentos “detergentes”, como cenoura e maçã, que ajudam a remover resíduos. “Chicletes sem açúcar também são uma boa alternativa,” diz a dentista Andrea lancia (SP).


 Não se esqueça do fio dental, pois ele limpa onde a escova não alcança. Use-o, pelo menos, antes de ir dormir, pois durante o sono há uma diminuição da saliva, causando um ambiente perfeito para as cáries.
Na bolsa, guarde a escova em embalagem própria.


Escove a língua: o mau hálito pode ser causado por acúmulo de bactérias nessa região.


Os enxaguatórios bucais devem ser usados com cautela. Prefira aqueles sem álcool, limitando seu uso a duas ou três vezes por semana, somente antes de ir dormir.


O uso de cremes dentais clareadores deve ser feito sob orientação odontológica, pois sua formulação pode conter abrasivos que criam ranhuras nos dentes. esses locais, quando expostos a corantes de bebidas, podem manchar.

 Nunca é demais lembrar: mantenha-se longe do cigarro, do excesso de café, de refrigerantes à base de cola, e beba vinho tinto com moderação, para evitar manchas.


Adquira o hábito de ir ao dentista pelo menos uma vez a cada seis meses.




 Fonte: Corpo a Corpo

Estrias

Como eliminá-las?

Estrias Como eliminálas

A pele se rompe, as bordas cicatrizam e pronto: a pele ganha uma marca que incomoda a todos, homens e mulheres: as estrias. E, para deixar a situação pior, ainda não existe um tratamento médico ou estético para acabar totalmente com elas.

A estria se forma quando a pele é excessivamente estirada, ultrapassando sua capacidade de distensão.


"Ela se rompe e suas bordas, ao cicatrizarem, formam uma linha deprimida na superfície da pele", explica o cirurgião-dermatológico Rogério Ranulfo.

Até mesmo a prevenção é difícil, devido aos vários fatores que podem provocar as estrias. "Várias são as causas de seu aparecimento: crescimento na puberdade, aumento de peso (elimine o efeito sanfona e conquiste seu peso ideal. Clique aqui), gravidez ou o uso crônico de medicamentos a base de corticosteróide, tanto tópico como via oral", continua Ranulfo.


O problema, que atinge mais as mulheres, pode estar presente em qualquer parte do corpo, mas sempre atacam as áreas mais femininas, como bumbum, seios e barrigas. Para cada lugar e tipo de estria é indicado um tratamento.


Segundo a dermatologista graduada pela Universidade de São Paulo, especializada em medicina estética Alessandra Ribeiro, as estrias avermelhadas são as mais recentes tendo essa coloração devido ao rompimento sanguíneo. Os tratamentos iniciados nessa fase têm melhores resultado, pois as células continuam vivas e com maior capacidade regenerativa.


Já as estrias brancas são consideradas as mais antigas. "Essas estrias são de cor branco-acinzentado, pois a melanina (substancia que dá coloração à pele) não é mais produzida onde as fibras se rompem. Também apresentam uma diminuição acentuada da espessura da pele, formando uma depressão, tipo uma cicatriz. Os tratamentos iniciados nessa fase conseguem apenas estreitá-la", explica a dermatologista.



Tratamentos e novidades
O tratamento com ácidos, peeling, é um dos mais comuns para a eliminação das estrias. "Eles estimulam a formação de tecido colágeno, melhorando o aspecto das estrias", diz Alessandra.
No entanto, a dermatologista explica que cada caso é diferente do outro. "Pode haver descamação e vermelhidão e a concentração ideal para cada caso deve ser definida pelo dermatologista, de acordo com o tipo de pele".

Há também a mesoterapia. Segundo Alessandra, esse tratamento pode ser aplicado nos dois tipos de estrias. "É injetada no local da estria, com finas agulhas, uma substância capaz de estimular a produção de colágeno na quantidade ideal para preencher os sulcos das estrias antigas, que, por conseqüência, ficam mais estreitas. Cada aplicação dura 10 minutos por estria e o tratamento leva, no mínimo, dois meses".

Esse tratamento, porém, é dolorido e nem todos aceitam a recuperação. "Eu tenho varizes há muito tempo, fiz mesoterapia, mas a recuperação é muito dolorida e a minha pele ficou um pouco roxa depois da aplicação. Hoje eu trato apenas com ácido", confessa a professora Maria Cristina de Oliveira.
Já o laser é um tratamento mais moderno e indicado para as estrias avermelhadas, provocando o fechamento dos pequenos vasos. "O laser promove a formação de novo colágeno, com diminuição do tamanho das estrias recentes ou antigas".

Em breve, quem quiser livrar-se das estrias terá ainda uma nova opção. Um aparelho em fase de testes, eletroporador, pretende fazer com que qualquer tipo de substância penetre na pele, contudo sem agulhas.
Segundo Orlando Sanches, esteticista responsável pelo setor de estética da Clínica Charles Yamaguchi e especialista em pré e pós-operatório, Laser e drenagem linfática, o eletroporador cria e emite uma onda eletromagnética que permite a introdução de substâncias através da pele.
"Estamos testando uma melange (mescla de substâncias) que estimulam a produção de novo colágeno, hidratam e regeneram a pele. São necessárias no mínimo dez aplicações para se avaliar os resultados", explica.


O custo das sessões do aparelho que vem substituir as agulhas ainda está sendo definido, devido à fase de testes que deve durar mais 60 dias. "Ainda não definimos o custo, mas cada sessão deve ficar em torno de R$ 150 a R$ 400", informa Sanches.


Como evitá-las
A prevenção é a melhor forma de tratamento. Como? Hidratando e nutrindo a pele ao máximo para garantir sua elasticidade e impedir a ruptura de suas camadas internas.
Segundo Alessandra, evitar roupas apertadas é uma maneira de evitar estrias. "A prática de exercícios físicos regularmente, evitar engordar e emagrecer repentinamente e a preferência por alimentos saudáveis são fundamentais para evitar estrias" aconselha a dermatologista.



Por: Agência MBPress